O que é o HPV?
Setembro 27, 2019
Escovas elétricas ou escovas manuais?
Janeiro 30, 2020

Uma das atividades mais comuns na medicina dentária, a seguir à higiene oral, é a restauração e reparação dentária. As restaurações dentárias têm como principal intuito o de repor a estrutura de dentes danificados, seja por terem ficado partidos, ou pelo surgimento de uma cárie que o danificou.

Com o avanço das tecnologias e o desenvolvimento de determinadas técnicas, atualmente é possível reparar dentes que sofreram ação do tempo, que estejam gastos ou danificados, de forma personalizada, de acordo com a dentição de cada paciente. 

Tipos de restauração:

É importante compreender que existem duas técnicas distintas no que diz respeito à restauração dentária:

Restauração Direta

De uma forma geral, este tipo de restauração são utilizadas para fazer a reconstrução de dentes que estão apenas parcialmente partidos, na presença ou não de cáries, ou até mesmo para uma reparação simplesmente estética.

Este tipo de procedimento é efetuado na clínica em apenas uma sessão, recorrendo, por norma, a resinas fotopolimerizáveis. Trata-se de um dos procedimentos mais frequentes e comuns no consultório dentário.

Restauração Indireta 

Este tipo de restaurações assume a mesma finalidade do que as diretas. No entanto, apresentam uma grande diferença no que diz respeito a todo o processo. As restaurações indiretas são construídas em laboratório. Desta forma, são restaurações mais complexas, demoradas e mais trabalhadas. O tipo de materiais utilizados é também uma grande diferença, neste tipo de restauro é possível trabalhar com materiais como resinas, cerâmicas, ou até dissilicato de lítio.

Este tipo de restauro é o mais indicado para o caso de dentes endodonciados e/ou com amálgamas, uma vez que estes apresentam uma perda de estrutura dentária bastante acentuada. Desta forma tornam-se mais fragilizados e consequentemente com menos resistência.

Tipos de restaurações

O tipo de restauros depende essencialmente na quantidade da estrutura do dente vão cobrir. A sua utilização depende sempre de cada caso em concreto. Porém, dependendo do caso, também podem ser utilizadas coroas completas.

  • Overlays;
  • Onlays;
  • Inlays.

Por norma estas são utilizadas quando a estrutura do dente perdida é demasiado grande, não sendo possível corrigir a sua perda com compósito, numa só sessão.

No processo, em laboratório, existem duas formas distintas de produzir estes restauros, mediante as soluções sejam produzidas com recurso a CAD/CAM, ou sejam manualmente produzidas, recorrendo a dissilicato de lítio.

Vantagens das Restaurações:

  • Redução de microinfiltração entre a restauração e o remanescente dentário;
  • Menor desgaste do material de restauração ao longo dos tempos
  • Melhor adaptação no que diz respeito à impactação alimentar entre os dentes;
  • Maior proteção do dente contra futuras fraturas ou o aparecimento de cáries secundárias.

Caso necessite de uma restauração dentária, deve recorrer ao seu médico dentista o quanto antes de forma a poder avaliar concretamente os danos e qual a melhor forma de atuar. Volte a sorrir, sem complexos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *