Prostodontia

O que é a Prostodontia


A Prostodontia é a área da Medicina Dentária que trabalha a substituição dos dentes perdidos, restituindo a sua saúde e função. A componente estética é também muito importante recorrendo às próteses dentárias.

Atualmente o médico dentista tem à sua disposição várias possibilidades nos que a Prostodontia pode abranger. Desde próteses fixas a próteses removíveis, passando por implante únicos, parciais ou totais.

As soluções que passam por próteses fixas acabam por oferecer uma melhor solução, seja pela razão estética, replicando os dentes naturais, seja pela razão funcional.

Na Clínica Médica Dentária Sr. Implante, dispomos de uma excelente equipa especializada na reabilitação da saúde oral.

A prostodontia, divide-se em Prostodontia Fixa e Removível.

 



 

Prótese Fixa


A Prótese Fixa é responsável pela restauração parcial ou total da coroa de um dente através de uma prótese que é colocada sobre o dente natural previamente preparado e/ou sobre implantes dentários, não podendo ser removida pelo paciente.

Poderá ser utilizada para a substituição de um ou mais dentes perdidos. As próteses fixas podem ser coroas ou pontes e têm como objetivo reproduzir ao máximo a dentição natural. Uma coroa permite recobrir de forma artificial o dente que está parcial ou totalmente destruído.

Pode ser também necessário proteger com coroas dentes desvitalizados, fraturados, ou já com grandes restaurações.

As coroas poderão também estar indicadas nos casos em que é necessário melhorar a estética, o formato ou o alinhamento dos dentes.


Facetas Dentárias


Nos dentes anteriores, para conseguirmos estes resultados em vez de usarmos coroas, usamos facetas dentárias, uma capa de cerâmica fina que muda a cor, o formato e a espessura do dente.

 


 

Coroas


A coroa é utilizada para cobrir inteiramente a coroa de um dente danificado.

Além de conferir maior resistência ao dente danificado, a coroa pode ser utilizada para melhorar sua aparência, o formato e o alinhamento dos dentes em relação a outros. Uma coroa tem a estrutura similar ao dente natural, sendo muitas das vezes muito difícil diferenciar uma coroa natural de uma artificial.



O dente tem de ser “talhado”, ou seja preparado, para receber a coroa artificial , de modo a que todas as forças de mastigação fiquem uniformemente distribuídas pela superfície do dente natural, de modo a prevenir fraturas.

As coroas podem ser de vários materiais, conforme a necessidade do paciente. Podem ser acrílicas, metalo-cerâmicas, de ouro, de Zircónia pura, entre outros. O seu médico-dentista, ajuda-o a escolher o melhor material, dependendo da sua necessidade.

 



 

Pontes


As Pontes são utilizadas para a substituição de um ou mais dentes inexistentes, apoiando-se em dentes vizinhos que são preparados da mesma forma que para a colocação das coroas.

As pontes são cimentadas definitivamente funcionando como dentes naturais. Em certos casos os dentes vizinhos não necessitam de coroas, servindo de apoio a uns retentores colados.


As Facetas, as coroas e as pontes comportam-se como os nossos dentes naturais pelo que a sua higiene e manutenção exige ao paciente os mesmos cuidados que este tem de ter com a dentição natural.


Em síntese, as próteses fixas estão indicadas nas seguintes situações:

• Substituição de uma restauração de grande dimensão quando não resta muita estrutura de dente natural;

• Proteção de um dente enfraquecido ou que já sofreu fraturas;

• Substituir um dente com alteração da cor ou forma;

• Proteção de dentes desvitalizados.